Aluno africano denuncia racismo em mensagem com suásticas nazistas na UFRGS; polícia investiga


Caso teria ocorrido na Casa do Estudante Universitário, em Porto Alegre, em março. Polícia Civil tem um suspeito identificado. Inscrição encontrada em mural na Casa do Estudante da UFRGS em Porto Alegre
Reprodução
Um estudante africano da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) denunciou um episódio de xenofobia e racismo dentro da Casa do Estudante Universitário (CEU), uma moradia estudantil mantida pela instituição em Porto Alegre. O caso foi registrado em 7 de março, e a Polícia Civil apura a ocorrência.
📲 Acesse o canal do g1 RS no WhatsApp
Para preservar a segurança do estudante, o g1 não vai divulgar o nome, o curso e o país de origem dele.
O homem afirma ter encontrado, em um mural na parede da CEU, a inscrição “invasores África exterminar”. A mensagem era acompanhada de suásticas nazistas e do número do quarto do estudante.
“Esse é o maior problema que os africanos passam por aqui. Discriminação, racismo”, lamenta.
A Polícia Civil registrou a ocorrência por apologia ao nazismo e preconceito por etnia e procedência nacional. Uma pessoa foi identificada como suspeita.
“Tem um suspeito. São apurados racismo e apologia ao nazismo. Estamos ouvindo testemunhas”, diz a delegada Tatiana Bastos.
A UFRGS informou ao g1 que iria se manifestar sobre o caso. Até a atualização mais recente deste conteúdo, a reportagem não havia recebido um posicionamento da universidade.
Entrada da Casa do Estudante da UFRGS em Porto Alegre
Gustavo Diehl/UFRGs
Relato do estudante
O estudante afirma que os problemas começaram em novembro de 2023, quando ele teve uma bicicleta furtada dentro das dependências da UFRGS. Ele chegou a registrar o caso, mas não houve avanços, segundo ele.
Já em março deste ano, o aluno conta que estava arrumando seu quarto e que deixou alguns itens na porta. Além do furto de alguns objetos, o rapaz percebeu a inscrição preconceituosa no mural da Casa do Estudante Universitário, onde vivem outros estudantes, entre eles alunos do continente africano.
“A gente acordou e percebeu que o indivíduo escreveu nos corredores, onde há papéis com recados. Nesse papel, o indivíduo chegou a escrever ‘invasores africanos’ e escreveu o número do quarto onde ficamos”, relata.
O estudante afirma que se sentiu abalado com o ataque.
“Qual vai ser o próximo passo? Essa é a nossa grande dúvida. Eles [os agressores] pensam que os africanos são uma ameaça. Nós não somos uma ameaça. Somos seres humanos”, desabafa.
VÍDEOS: Tudo sobre o RS

Veja também  Medalha 'Ueze Zahran': comunidade libanesa recebe homenagem em Campo Grande

Powered by WPeMatico

Origem da Noticia
https://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2024/04/04/aluno-africano-denuncia-racismo-em-mensagem-com-suasticas-nazistas-na-ufrgs-policia-investiga.ghtml
Autor: {authorlink}

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: