Análise do Cruzeiro: Larcamón arrisca título, mas corrige rota e recupera vantagem


Estratégia e atuação no primeiro tempo quase levam Raposa à perda do título, mas segundo tempo garante time novamente a um empate da conquista O Cruzeiro saiu (MUITO) no lucro no primeiro jogo da final. O empate por 2 a 2 teve gosto de vitória e jogou ainda mais a pressão para o rival Atlético-MG. Todo esse sentimento para um primeiro tempo que esteve perto de jogar tudo fora na decisão do Campeonato Mineiro.
+ ✅ Clique aqui e siga o canal da torcida do Cruzeiro no WhatsApp!
Melhores momentos | Atlético-MG 2 x 2 Cruzeiro pela final do Campeonato Mineiro
Mais notícias do Cruzeiro
Atuações do Cruzeiro: Defesa falha em erro de estratégia, mas time sai no lucro; veja notas
A estratégia de Larcamón mudou na preparação com a inclusão de um detalhe na decisão: Gabriel Milito. De estilo de jogo diferente de Luiz Felipe Scolari, antigo treinador do Atlético-MG, o treinador do Cruzeiro precisou readequar a análise e a preparação.
A ideia foi espelhar a escalação dele com a de Milito. Villalba e Neris foram novidades na defesa. No meio, Filipe Machado. A estratégia acabou não dando certo na prática.
O Cruzeiro parecia não se encontrar em campo, com jogadores nitidamente com dificuldade em posicionamento em movimentação. Com isso, vieram erros de passe na saída de bola e pouca efetividade no setor ofensivo.
Gol do Cruzeiro
Cruzeiro
Os 2 a 0 do primeiro tempo poderiam ter sido 3, 4 a 0 facilmente se o Atlético-MG não perdesse as chances que o criou. O Cruzeiro abriu grande brecha para ver o título do Mineiro 2024 ficar, praticamente, nas mãos do rival em um tempo só.
Mas, se o primeiro tempo quase jogou tudo a perder, o segundo garantiu um Cruzeiro novamente vivo e com vantagem na decisão. Com Zé Ivaldo na zaga e um melhor encaixe defensivo no lado direito, dificultando as passagens de Arana, o Cruzeiro foi melhor na etapa final.
Com um gol entregue pelo Atlético-MG, em um lance de confusão entre os zagueiros, o Cruzeiro foi recolocado no jogo com o rival. Criou mais oportunidades de gol, controlou a posse de bola e saiu melhor do campo de defesa.
Foi dono das melhores chances na etapa final. Teve chance clara com Matheus Pereira, que demorou a chutar cara a cara com Everson. Mas chegou ao empate, no fim, com gol do camisa 9, Dinenno.
Dinenno comemora em Atlético-MG x Cruzeiro
Agif
Empate, mas com significado de vitória. O Cruzeiro poderia ter, praticamente, deixado a disputa do título por causa de uma estratégia e atuação ruins. Mas consertou a rota e mantém a vantagem que conquistou por direito.
No próximo domingo, um empate garante uma nova conquista estadual ao Cruzeiro. A primeira da era Ronaldo e em cima do rival. O primeiro jogo deixa lições e lições para Nicolás Larcamón e os jogadores. É preciso revê-las e não repetir mais. Uma nova chance de correção de rota pode não aparecer.
Assista: tudo sobre o Cruzeiro no ge, na Globo e no Sportv
🎧 Ouça o podcast ge Cruzeiro 🎧

Veja também  Avaí e Figueirense buscam equilíbrio entre ataque e defesa

Powered by WPeMatico

Origem da Noticia
https://ge.globo.com/futebol/times/cruzeiro/noticia/2024/03/31/analise-do-cruzeiro-larcamon-arrisca-titulo-mas-corrige-rota-e-recupera-vantagem.ghtml
Autor:

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: