‘Chocolate’ e goleada: como uma música de 1958 influenciou Apolinho a criar uma das expressões mais famosas do futebol


Termo dentro do futebol surgiu durante uma goleada do Vasco sobre o Internacional na década de 1980. Radialista morreu no Rio de Janeiro, nesta quarta-feira (15). Radialista e ex-técnico do Flamengo Washington Rodrigues, o Apolinho
Reprodução
Dentro do mundo do futebol brasileiro, o termo “chocolate” é uma das expressões mais usadas para se referir a uma goleada. O bordão foi criado pelo radialista Washington Rodrigues, o Apolinho, que morreu na quarta-feira (15), no Rio de Janeiro.
Em uma entrevista à InterTV, afiliada da TV Globo, Apolinho explicou que o “chocolate” surgiu por causa de uma música chamada “El Bodeguero”. A canção interpretada por Nat King Cole foi lançada em 1958.
Tudo começou enquanto Apolinho narrava uma goleada do Vasco em cima do Internacional na década de 1980.
“Tinha uma música que eu gostava muito do King Cole, e eu cantava: ‘toma chocolate, paga lo que debes’. E a galera começou a cantar junto. E assim nasceu essa expressão que hoje é tão popular no futebol”, explicou.
Veja a entrevista de Apolinho, gravada em 2018, no vídeo abaixo.
Descendentes suíços em Nova Friburgo dão palpites sobre a estreia na Copa do Mundo
Apesar de “El Bodeguero” ter influenciado o futebol brasileiro, a música em si fala sobre um novo ritmo de “cha-cha” dançado dentro de um armazém. Confira um trecho da letra abaixo:
“No armazém eles dançam assim
Entre feijões, batata e pimenta
O novo ritmo do cha-cha
Pegue chocolate, pague o que deve”
‘Gigante da comunicação’, ‘ídolo’, ‘admirado’: veja a repercussão da morte de Washington Rodrigues, o Apolinho
Morte de Apolinho
Apolinho estava internado em um hospital do Rio de Janeiro e lutava contra um câncer agressivo. A notícia da morte dele chegou enquanto o Flamengo, time ao qual era apaixonado, dava um “chocolate” no Bolivar pela Libertadores. O jogo terminou em 4×0.
Washington teve uma carreira marcante pelo rádio brasileiro. Carioca do Engenho Novo, nasceu no dia 1º de setembro de 1936 e é um dos mais conhecidos jornalistas esportivas do Brasil.
Começou sua carreira em 1962 na Rádio Guanabara, atual Rádio Bandeirantes, no programa “Beque Parado”, que falava sobre futebol de salão. Trabalhou em todas as grandes emissoras de televisão e rádio da cidade, entre elas, Globo e Nacional.
Conhecido pela imparcialidade, foi um dos poucos comentaristas com grande aceitação pelas quatro grandes torcidas cariocas. Era também reconhecido na profissão, tendo recebido todos os prêmios já criados para homenagear um jornalista esportivo.
O apelido Apolinho surgiu por usar, quando repórter da Rádio Globo, um microfone sem fio que era utilizado pelos astronautas da Missão Apollo 11, de 1969.
Carismático, criou várias expressões populares como “Geraldinos e Arquibaldos”, “Pau com formiga”, “Pinto no lixo”, “Briga de cachorro grande”, entre muitas outras.
Além da imprensa, ele teve duas passagem pelo Flamengo. Em 1995 foi técnico do time carioca e conquistou o vice-campeonato da Supercopa Libertadores. Já em 1998 foi diretor de futebol.
VÍDEOS: mais assistidos do g1

Veja também  Gente como a gente: Lucas comemora vaga do São Paulo em hamburgueria com torcedores

Powered by WPeMatico

Origem da Noticia
https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2024/05/16/chocolate-e-goleada-como-uma-musica-de-1958-influenciou-apolinho-a-criar-uma-das-expressoes-mais-famosas-do-futebol.ghtml
Autor: {authorlink}

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: