Clubes da Libra assinam contrato de exclusividade com Mubadala para vender direitos do Brasileirão


Fundo de investimento dos Emirados Árabes chega a entendimento com oito da Série A e ainda tenta fechar com Atlético-MG; grupo ainda conta com sete equipes da Série B Os oito clubes da Série A que compõem a Libra assinaram nesta sexta-feira um contrato de exclusividade com o fundo Mubadala Capital, dos Emirados Árabes Unidos, para a negociação da venda de direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro a partir de 2025. Cada um já receberá R$ 3 milhões de sinal e, mais à frente, terá direito ao restante de forma à vista (confira abaixo quanto cada um receberá).
Com o compromisso firmado, os oito clubes negociarão em bloco. A expectativa é de que as tratativas pelos direitos de TV avancem a partir de agora, com esse entendimento.
Na semana passada, os sete clubes da Série B que fazem parte da Libra já haviam assinado acordo do tipo e também receberam R$ 3 milhões de adiantamento.
Há a expectativa de que o Atlético-MG também se junte ao grupo. Confira os integrantes:
Série A: Flamengo, Corinthians, Palmeiras, São Paulo, Grêmio, Santos, Bahia e Red Bull Bragantino;
Série B: Vitória, Ponte Preta, Guarani, Ituano, Mirassol, Novorizontino e Sampaio Corrêa.
Assembleia geral da Libra desta sexta-feira que votou pela garantia mínima geral
Reprodução
– A todo momento tentam criar factoides de que o Palmeiras poderia ir para outro lado. Mas eu sempre estive firme e convicta de que o melhor para o Palmeiras e para o futebol brasileiro é o modelo da Libra. Assim, nos reunimos nesta sexta-feira, em um encontro muito produtivo e promissor. A assinatura do contrato de exclusividade nos dá mais tranquilidade para seguirmos com a negociação dos direitos. E, não tenho dúvidas, de que alcançaremos patamares jamais imaginados, gerando uma evolução inédita para o futebol brasileiro – disse Leila Pereira, presidente do Palmeiras.
Como não houve unidade entre os clubes que compõem as Série A e B do Brasileirão, a formação de uma liga emperrou por ora. Assim, os esforços passaram a se concentrar na venda dos direitos de TV.
Além da Liga Futebol Forte, que já existia, na última quinta-feira foi criado um novo grupo formado por Botafogo, Coritiba, Cruzeiro e Vasco.
O Mubadala Capital é um fundo de investimentos dos Emirados Árabes, cujo principal acionista é o governo do país. De acordo com o site do fundo, no Brasil há um investimento até o momento: o fundo comprou 65% de um porto privado na Ilha da Madeira, em Itaguaí, no Rio de Janeiro.
A proposta do fundo árabe é de antecipação de receitas. O Mubadala paga à vista um valor aos clubes em troca de 12,5% sobre seus direitos de transmissão por 50 anos. O total da operação é de mais de R$ 1 bilhão.
A quantia representa a metade do que os integrantes da Libra receberiam se assinassem a proposta integral
Confira, a seguir, quanto cada clube receberia nessa antecipação:

Veja também  Sem Rodrigo, Rayan deve ser a dupla de Walisson Maia na defesa do Criciúma

– O São Paulo jamais cogitou deixar este bloco da Libra. A reunião de hoje apenas ratificou essa unidade entre nossos clubes. E tenho total convicção de que, com as negociações pelos direitos avançando, vamos elevar o nível do futebol brasileiro – comentou Julio Casares, presidente do São Paulo.
Além da venda centralizada dos direitos de transmissão e outras propriedades, uma liga seria responsável por organizar o campeonato e seu calendário, cuidar de arbitragem e eventualmente até criar um sistema de fair play financeiro, para manter a saúde financeira das agremiações. O que está formado por enquanto é apenas um bloco comercial.

Powered by WPeMatico

Origem da Noticia
https://ge.globo.com/negocios-do-esporte/noticia/2023/07/07/clubes-da-libra-assinam-contrato-de-exclusividade-com-mubadala-para-vender-direitos-do-brasileirao.ghtml
Autor:

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: