Desafio LED: prazo de inscrição termina neste domingo; veja o que é preciso para concorrer a até R$ 85 mil


Prêmio total é de R$ 300 mil, que será dividido entre os participantes que apresentarem os melhores projetos com soluções para problemas da educação brasileira. Participantes do Desafio LED 2022.
Weverton Alves/Arquivo pessoal
Termina às 23h59 deste domingo (31) o período de inscrição do Desafio LED + g1 2024. A iniciativa quer ajudar estudantes com mais de 18 anos a desenvolver projetos e soluções para problemas da educação no país. As cinco melhores soluções serão premiadas em um total de R$ 300 mil.
💡 O “Desafio LED” é uma ação do Movimento LED – Luz na Educação, iniciativa da Globo e da Fundação Roberto Marinho em parceria com a escola Mastertech.
Para se inscrever, é preciso preencher o formulário oficial. Os participantes precisam ter 18 anos ou mais e estar matriculado em um curso com pelo menos 100 horas de carga horária. (Veja outros detalhes mais abaixo.)
Em sua terceira edição, o Desafio LED vai dividir o prêmio total de R$ 300 mil entre as cinco melhores ideias inscritas:
1º e 2º lugar: R$ 85 mil cada;
3º: R$ 60 mil;
4º: R$ 40 mil;
5º: R$ 30 mil.
Mas, apesar do prêmio em dinheiro, vencedores das edições anteriores da iniciativa acreditam que o maior prêmio veio da experiência como um todo.
Entre os principais benefícios listados pelos ex-participantes, estão:
Reconhecimento de capacidades e orientação para o pleno desenvolvimento das ideias;
Disponibilização de conhecimentos e ferramentas para definir e buscar os objetivos dos projetos;
Oportunidade de colocar a mão na massa;
Oportunidade de conhecer e interagir com outros jovens atuantes;
Chance de superar desafios e ampliar os horizontes.
Como montar uma ideia que tenha chances de ser a vencedora? Quais projetos já foram selecionados em concursos anteriores?
👉🏾 Veja EXEMPLOS DE PROJETOS VENCEDORES em edições anteriores:
Plataforma que conecta estudantes que usam transporte público e fazem percursos parecidos para reduzir a vulnerabilidade nas ruas – (Maria Eduarda de Carvalho – 1º lugar na edição de 2023);
Plataforma para doação, venda e aluguel de materiais de graduação entre os estudantes de faculdades públicas – (Lorena Trigueiro Rocha – 5º lugar na edição de 2023);
Projeto de mentoria para jovens de baixa renda desenvolverem planos de ação voltados para a conclusão dos estudos e para a entrada no mercado de trabalho – (Weverton Alves, 2º lugar na edição de 2022).
Desafio LED: veja como criar proposta para problemas da educação e concorra a até R$85 mil
👉🏾 Por onde COMEÇAR A MONTAR um projeto?

Veja também  Confira as vagas de emprego disponíveis em Petrolina, Araripina e Salgueiro nesta terça-feira (8)

Camila Achutti, sócia da Mastertech, dá a primeira dica: encontrar uma ideia que tenha conexão com a própria realidade de quem vai inscrevê-la. Essa proposta precisa ter uma abordagem objetiva, ou seja, ela deve ser algo possível de colocar em prática.
Sempre esperamos ver ideias claras e viáveis, capazes de impactar positivamente milhares de pessoas.
Camila Achutti sugere que o tema seja pessoal e familiar. “Se concentre em uma experiência pessoal que o tenha levado a pensar na ideia. Esse é sempre um caminho mais seguro, pois existe um conhecimento próprio que legitima o direito de discutir a questão em questão”, afirma Camila.
Maria Eduarda de Carvalho, que levou o 1º lugar em 2023, criou a “Entre Pontos”, uma plataforma para conectar jovens estudantes que compartilham trajetos e rotas parecidas a fim de reduzir a vulnerabilidade nas ruas e ampliar o acesso às instituições de ensino.
A ideia surgiu da vivência pessoal de Maria Eduarda. Quando aluna do ensino médio, ela saía de casa muito cedo e se sentia vulnerável nas ruas Niterói, no Rio de Janeiro, onde mora.
“Primeiro, me surgiu a ideia de desenvolver um aplicativo de caronas, mas já existe uma ideia parecida. Então decidi migrar do transporte privado, da carona, para o transporte público, que é onde estava minha dor”, explica Maria Eduarda.
Tenho uma ideia, quais os próximos passos?
Os alunos interessados em se inscrever na iniciativa precisam responder, em até 2 mil caracteres, a seguinte pergunta:
Partindo da sua experiência pessoal, qual solução você desenvolveria para melhorar a utilização da tecnologia na educação?
Pergunta motivadora do Desafio LED 2024.
Reprodução
A proposta deve ter:
Qual o problema a ser resolvido;
Como ele atinge as pessoas e afeta o cenário educacional;
Qual a proposta para resolver este problema.
A proposta deverá ser inscrita no formulário oficial do desafio (https://bit.ly/DESAFIO-LED-2024).
Quantas são as etapas e como é a seleção?
O Desafio LED possui cinco etapas, desde a inscrição até a definição dos cinco grandes vencedores. A princípio, são escolhidos 80 participantes dentre as inscrições submetidas. Ao longo das etapas, o número de participante é reduzido até restar apenas os 10 finalistas.
A cada etapa, os participantes participarão de mentorias e oficinas online que os ajudarão a descobrir e demarcar os demais objetivos e a aplicabilidade de sua ideia. Isso vai ajudar definir o formato do projeto para a apresentação final.
Durante a apresentação final dos projetos no Festival LED, no Rio de Janeiro, os ganhadores descobrirão suas respectivas colocações e seus prêmios em dinheiro, que vão de R$ 30 mil a R$ 85 mil.
Todas essas etapas são acompanhadas pelos sócios da Mastertech. Enquanto a avaliação das fases eliminatórias é liderada por Fabio Ribeiro, Camila Achutti é responsável pela liderança pedagógica do Desafio.
Cronograma e detalhamento das etapas do Desafio LED
🙋🏾‍♀️ Quem pode participar? Estudantes com mais de 18 anos. É preciso morar no Brasil e estar com matrícula ativa no primeiro semestre de 2024. São válidas matrículas em cursos livres, técnicos, de graduação ou de extensão, nacionais ou internacionais, formais ou não formais, com grade curricular mínima de 100 horas/aula.
🏆 5 ideias serão premiadas com um valor total de R$ 300 mil:
1º e 2º lugar: R$ 85 mil cada;
3º: R$ 60 mil;
4º: R$ 40 mil;
5º: R$ 30 mil.
📑 Confira em detalhes as CINCO ETAPAS do Desafio LED + g1:
Inscrição: de 1º de fevereiro a 31 de março. Nesta etapa, os candidatos preenchem o formulário de inscrição (https://bit.ly/DESAFIO-LED-2024) e respondem à pergunta “Partindo da sua experiência pessoal, qual solução você desenvolveria para melhorar a utilização da tecnologia na educação?”.
Seleção das histórias: A princípio, são escolhidas 80 participantes para a primeira oficina de inovação. Após a oficina, os candidatos fazem uma nova submissão da ideia e os 40 melhores projetos avançam para a próxima etapa.
Seleção dos projetos: é realizada uma nova oficina de inovação, com o objetivo de idealizar os protótipos dos 40 projetos. Após a oficina, os candidatos fazem uma nova submissão da ideia e os 20 melhores projetos avançam para a próxima etapa.
Seleção dos protótipos: acontece a terceira oficina de inovação, com foco em storytelling, para os candidatos adequem a apresentação dos protótipos ao evento final. Após a oficina, os candidatos fazem uma nova submissão da ideia e os 10 melhores projetos avançam para a próxima etapa.
Fase final: é feita uma mentoria individual para os 10 candidatos finais e uma apresentação para a banca, que seleciona os 5 finalistas. Os escolhidos participarão presencialmente do encerramento do Desafio LED no Rio de Janeiro, onde receberão as respectivas premiações.
📅 A seleção dos 80 participantes iniciais deve acontecer até 10 de abril, e as demais etapas ocorrem ao longo dos meses seguintes, até a seleção e divulgação dos finalistas em 8 de junho. A apresentação final do Desafio e a premiação individual acontece em 22 de junho, durante o Festival LED.

Veja também  Governo federal vai bloquear mais R$ 1,5 bilhão do orçamento deste ano

Powered by WPeMatico

Origem da Noticia
https://g1.globo.com/educacao/noticia/2024/03/31/desafio-led-prazo-de-inscricao-termina-neste-domingo-veja-o-que-e-preciso-para-concorrer-a-ate-r-85-mil.ghtml
Autor: {authorlink}

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: