Espaçonave da Boeing, Starliner tem lançamento adiado

Marcado inicialmente para esta segunda-feira (6), o primeiro lançamento tripulado da espaçonave Starliner não vai acontecer antes da próxima sexta-feira (17). A mudança vai ser necessária para que a válvula de alívio do oxigênio do foguete Atlas V seja trocada pela United Launch Alliance (ULA). 

O que você precisa saber:

  • Vamos demorar mais um pouco para ver a Starliner voar com tripulantes;
  • O voo marcado para o dia 6 foi adiado e não deve acontecer antes do dia 17;
  • Uma válvula de oxigênio deve ser trocada, o que acarretou na maior demora.

A primeira tentativa de decolagem foi cancelada cerca de duas horas antes do horário marcado justamente por conta do problema com a válvula. Inicialmente, a equipe considerou que não seria preciso a troca e que uma nova decolagem poderia acontecer já nesta sexta-feira (10).

Leia mais:

Entretanto, com a necessidade de substituição da peça, a pilha composta pelo Atlas V e a Starliner será desmontada da base de lançamento, processo que vai atrasar o novo voo da espaçonave da Boeing.

Caso aconteça na próxima sexta-feira (17), o lançamento será às 19h16 (horário de Brasília). Lembrando que o lançamento é instantâneo, então não existe chance de atraso, se não ocorrer no horário específico, será adiado. 

Como será o lançamento da espaçonave Starliner?

A missão irá partir do Cabo Canaveral, próximo ao Centro Espacial Kennedy (KSC) da NASA, a bordo de um foguete Atlas V da United Launch Alliance. O lançamento da missão será controlado a partir do Johnson Space Center da NASA.

O Atlas V conta com dois foguetes propulsores que queimarão por cerca de 90 segundos após o lançamento, enquanto o primeiro estágio queimará por quatro minutos. Após isso, os estágios irão se separar, e o segundo irá iniciar sua queima, que irá durar até 12 minutos depois do lançamento.

Depois, a espaçonave ainda irá realizar duas queimas e iniciar os trabalhos para aproximação e atracação na ISS. Apesar de parecer um lançamento normal, vários locais de aborto estarão de prontidão abaixo do caminho de lançamento. Além disso, os astronautas da Boeing Starliner realizarão testes para diversos cenários anormais.

Estamos fazendo coisas como apontá-la propositalmente em uma orientação que não é exatamente a orientação normal para a missão, e então fazer com que a tripulação voe manualmente a espaçonave de volta na direção para a qual deveria estar apontando. Também queremos ter certeza de que, se por algum motivo o veículo não souber onde os satélites de comunicação estão localizados, a tripulação poderá pilotar manualmente a espaçonave para apontar as antenas para o satélite

Ed Van Cise, diretor de voo da NASA, em conferência de imprensa

A espaçonave Starliner OFT-2, da Boeing, acoplada no topo do foguete Atlas V, da ULA, na plataforma de lançamento. Crédito: NASA/Joel Kowsky

Os astronautas também vão enganar a espaçonave para fazê-la pensar que ela não sabe que está no espaço, para aí o astronauta Barry “Butch” Wilmore e o piloto Suni Williams a pilotarem manualmente a partir de um rastreador de estrelas.

Veja também  Lua termina a semana mais distante da Terra

O acoplamento à ISS ocorrerá de forma autônoma, mas os astronautas também foram treinados para assumir o controle da espaçonave manualmente caso seja necessário.

Quando tempo irá durar a missão da Starliner?

As missões da Boeing Starliner irão durar cerca de 6 meses, no entanto, essa primeira terá duração de apenas oito dias.

  • Durante as primeiras horas da missão, ocorrerá a abertura das escotilhas, a ida para a estação e a realização de uma cerimônia de recepção. Os astronautas receberão instruções de segurança da tripulação da ISS e a missão irá se iniciar;
  • No segundo dia, a carga que a Starliner levou será descarregada e a espaçonave terá seus equipamentos não essenciais desligados;
  • No terceiro dia, a tripulação irá realizar um teste de emergência, onde correrão até a espaçonave e realizarão uma inicialização em caso de emergências no futuro. Dois astronautas da ISS serão “emprestados” para participar desses teste, visto que nas próximas missões a tripulação será composta por quatro pessoas;
  • O quarto dia marcará a energização da Starliner e a verificação dos equipamentos da espaçonave, depois disso o planos da missão serão incertos, visto que depende de quanto tempo a Starliner continuará atracada;
  • Os dias extras da missão, até o oitavo dia, serão usados para que Williams e Wilmore realizem tarefas da ISS para ajudar o restante da tripulação principal;
  • Antes de desacoplar, ocorrerá um evento de despedida, onde os astronautas vestirão seus trajes e entrarão na espaçonave para a partida.
Espaçonave Starliner, da Boeing, se aproximando da Estação Espacial Internacional durante voo não tripulado em 2022. Crédito: NASA

Após desacoplar, os astronautas viajarão de volta para a Terra e mais testes de controle manual serão realizados antes do pouso. A aterrissagem da espaçonave está prevista para acontecer no White Sands Missile Range, no Novo México, mas outras duas áreas reserva estarão preparadas: a Willcox Playa, a leste de Tucson, Arizona, e a Dugway Proving Ground, a oeste de Salt Lake City.

A próxima missão da espaçonave Boeing Starliner para levar astronautas para a ISS está prevista para acontecer não antes do início de 2025, com Scott Tingle e Mike Fincke da NASA e Joshua Kutryk da Agência Espacial Canadense já confirmados como membros da tripulação.

O post Espaçonave da Boeing, Starliner tem lançamento adiado apareceu primeiro em Olhar Digital.

Powered by WPeMatico

Origem da Notícia
https://olhardigital.com.br/2024/05/08/ciencia-e-espaco/espaconave-da-boeing-starliner-tem-lancamento-adiado/
Autor: {autor}

Marcado inicialmente para esta segunda-feira (6), o primeiro lançamento tripulado da espaçonave Starliner não vai acontecer antes da próxima sexta-feira (17). A mudança vai ser necessária para que a válvula de alívio do oxigênio do foguete Atlas V seja trocada pela United Launch Alliance (ULA). 

Veja também  Humanos e macacos possuem o mesmo padrão de ondas cerebrais

O que você precisa saber:

  • Vamos demorar mais um pouco para ver a Starliner voar com tripulantes;
  • O voo marcado para o dia 6 foi adiado e não deve acontecer antes do dia 17;
  • Uma válvula de oxigênio deve ser trocada, o que acarretou na maior demora.

A primeira tentativa de decolagem foi cancelada cerca de duas horas antes do horário marcado justamente por conta do problema com a válvula. Inicialmente, a equipe considerou que não seria preciso a troca e que uma nova decolagem poderia acontecer já nesta sexta-feira (10).

Leia mais:

Entretanto, com a necessidade de substituição da peça, a pilha composta pelo Atlas V e a Starliner será desmontada da base de lançamento, processo que vai atrasar o novo voo da espaçonave da Boeing.

Caso aconteça na próxima sexta-feira (17), o lançamento será às 19h16 (horário de Brasília). Lembrando que o lançamento é instantâneo, então não existe chance de atraso, se não ocorrer no horário específico, será adiado. 

Como será o lançamento da espaçonave Starliner?

A missão irá partir do Cabo Canaveral, próximo ao Centro Espacial Kennedy (KSC) da NASA, a bordo de um foguete Atlas V da United Launch Alliance. O lançamento da missão será controlado a partir do Johnson Space Center da NASA.

O Atlas V conta com dois foguetes propulsores que queimarão por cerca de 90 segundos após o lançamento, enquanto o primeiro estágio queimará por quatro minutos. Após isso, os estágios irão se separar, e o segundo irá iniciar sua queima, que irá durar até 12 minutos depois do lançamento.

Depois, a espaçonave ainda irá realizar duas queimas e iniciar os trabalhos para aproximação e atracação na ISS. Apesar de parecer um lançamento normal, vários locais de aborto estarão de prontidão abaixo do caminho de lançamento. Além disso, os astronautas da Boeing Starliner realizarão testes para diversos cenários anormais.

Estamos fazendo coisas como apontá-la propositalmente em uma orientação que não é exatamente a orientação normal para a missão, e então fazer com que a tripulação voe manualmente a espaçonave de volta na direção para a qual deveria estar apontando. Também queremos ter certeza de que, se por algum motivo o veículo não souber onde os satélites de comunicação estão localizados, a tripulação poderá pilotar manualmente a espaçonave para apontar as antenas para o satélite

Ed Van Cise, diretor de voo da NASA, em conferência de imprensa

A espaçonave Starliner OFT-2, da Boeing, acoplada no topo do foguete Atlas V, da ULA, na plataforma de lançamento. Crédito: NASA/Joel Kowsky

Os astronautas também vão enganar a espaçonave para fazê-la pensar que ela não sabe que está no espaço, para aí o astronauta Barry “Butch” Wilmore e o piloto Suni Williams a pilotarem manualmente a partir de um rastreador de estrelas.

Veja também  Apple libera links para outros sites em seus apps de música na UE 

O acoplamento à ISS ocorrerá de forma autônoma, mas os astronautas também foram treinados para assumir o controle da espaçonave manualmente caso seja necessário.

Quando tempo irá durar a missão da Starliner?

As missões da Boeing Starliner irão durar cerca de 6 meses, no entanto, essa primeira terá duração de apenas oito dias.

  • Durante as primeiras horas da missão, ocorrerá a abertura das escotilhas, a ida para a estação e a realização de uma cerimônia de recepção. Os astronautas receberão instruções de segurança da tripulação da ISS e a missão irá se iniciar;
  • No segundo dia, a carga que a Starliner levou será descarregada e a espaçonave terá seus equipamentos não essenciais desligados;
  • No terceiro dia, a tripulação irá realizar um teste de emergência, onde correrão até a espaçonave e realizarão uma inicialização em caso de emergências no futuro. Dois astronautas da ISS serão “emprestados” para participar desses teste, visto que nas próximas missões a tripulação será composta por quatro pessoas;
  • O quarto dia marcará a energização da Starliner e a verificação dos equipamentos da espaçonave, depois disso o planos da missão serão incertos, visto que depende de quanto tempo a Starliner continuará atracada;
  • Os dias extras da missão, até o oitavo dia, serão usados para que Williams e Wilmore realizem tarefas da ISS para ajudar o restante da tripulação principal;
  • Antes de desacoplar, ocorrerá um evento de despedida, onde os astronautas vestirão seus trajes e entrarão na espaçonave para a partida.
Espaçonave Starliner, da Boeing, se aproximando da Estação Espacial Internacional durante voo não tripulado em 2022. Crédito: NASA

Após desacoplar, os astronautas viajarão de volta para a Terra e mais testes de controle manual serão realizados antes do pouso. A aterrissagem da espaçonave está prevista para acontecer no White Sands Missile Range, no Novo México, mas outras duas áreas reserva estarão preparadas: a Willcox Playa, a leste de Tucson, Arizona, e a Dugway Proving Ground, a oeste de Salt Lake City.

A próxima missão da espaçonave Boeing Starliner para levar astronautas para a ISS está prevista para acontecer não antes do início de 2025, com Scott Tingle e Mike Fincke da NASA e Joshua Kutryk da Agência Espacial Canadense já confirmados como membros da tripulação.

O post Espaçonave da Boeing, Starliner tem lançamento adiado apareceu primeiro em Olhar Digital.

Powered by WPeMatico

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: