Gestor do Londrina lamenta fase atual, explica trocas de técnicos e convoca a torcida: “Não é só vaiar e xingar”


Em entrevista ao ge, Sergio Malucelli deixa de lado o sonho do acesso e quer o Londrina focado na permanência na Série B. “Acredito em uma reviravolta”, diz O gestor do futebol do Londrina, Sergio Malucelli, reconheceu o incômodo com a temporada ruim do time, principalmente na Série B do Brasileiro, onde ocupa a zona de rebaixamento.
Gestor do Londrina lamenta fase atual, explica trocas de técnicos e convoca a torcida
Em entrevista ao ge, o dirigente lamentou a fase atual do Tubarão (são oito jogos sem vencer) e comentou sobre as constantes trocas de técnicos durante o ano – Eduardo Souza foi o quinto nome oficializado no cargo, que teve ainda dois interinos.
Leia também
+ Estatísticas do Londrina na temporada
+ Tabela da Série B do Brasileiro
Além disso, Malucelli indicou a busca por reforços e destacou a importância de um apoio maior dos torcedores neste momento. O Londrina tem uma média de 1.009 pagantes por jogo em casa na Série B, a segunda pior da competição. Só supera o Tombense, que tem média de 376 torcedores por partida em casa.
– Não é como a gente quer. Eu queria o Londrina brigando lá em cima. Agora, o torcedor também tem que entender que ele tem a sua participação. Não é só vaiar e xingar, tem que ir lá apoiar também. Você pega jogos do Avaí e do ABC [times da zona de rebaixamento da Série B], são 5 mil, 6 mil pessoas. Chega no nosso jogo e tem 400 pessoas – disse Sergio Malucelli.
– Aí é sempre o mesmo discurso, que o time é ruim… Mas, e os outros? Se for assim, o torcedor do Vasco não vai no campo, do ABC não vai no campo. Tem momento ruim e momento bom, mas precisa do torcedor ao seu lado. É o que pode ajudar. Às vezes o time está mal, mas o torcedor empurra o time – continuou.
“Lutar pela permanência”
Sobre o desempenho do Londrina, Sergio Malucelli pontuou que a diretoria buscou formar na Série B um elenco de jogadores acostumados com acessos. Porém, os resultados vão deixando o time longe de um G-4 – são oito jogos seguidos em ganhar, com sete derrotas e um empate. O foco, com isso, está totalmente em fugir do rebaixamento.
– O futebol não é a matemática certa. Quando nós montamos a equipe no começo do Brasileiro, procuramos trazer jogadores que já jogaram a Série B e que subiram em seus times. Infelizmente não deu certo. Estamos vindo de uma sequência muito ruim, mas acredito em uma reviravolta. Lógico, para subir é quase que impossível. Hoje é mais lutar pela permanência novamente – comentou.
– A desconfiança sempre tem, você pega outros clubes, o próprio Avaí, que tem muito mais tradição do que nós e está lá brigando também. O futebol é difícil. Pega na Série A, está o Coritiba brigando, o próprio Corinthians, o Vasco de novo. E o Vasco é uma SAF, tem o dinheiro e está lá brigando para não cair – destacou Malucelli.
Sergio Malucelli confia em uma reação do Londrina
Marcelino Barbosa/RPC
Busca por reforços
Malucelli indicou que o Londrina vai buscar pelo menos cinco reforços na janela de transferências. Um deles é o atacante Zé Vitor, emprestado pelo Vasco. As prioridades são um zagueiro, um lateral-esquerdo, um volante e um meia.
Além disso, o gestor do futebol do LEC aposta nos retornos do meia Garraty e dos atacantes Clayton e Júnior Dutra, que ainda não jogaram na Série B por conta de lesões. Dos três, Júnior Dutra já está de volta e foi relacionado para o jogo com o Guarani.
– Os três estão conosco desde o começo do ano, estão ambientados, mas são três reforços que já mudam muito a cara do time. Infelizmente tem as contusões. São problemas que acontecem, mas ninguém fala que o jogador está esse tempo recebendo e fazendo o tratamento.
Trocas de técnicos
O Londrina entrou em julho com o quinto treinador oficializado. Eduardo Souza, ex-Atlético-GO. Ele estreia no sábado, às 11h, contra o Guarani, em Campinas, e tenta colocar fim na dança das cadeiras no Tubarão.
– A esperança nossa é que sempre dê certo, sempre tentamos fazer para dar certo, mas nem sempre acontece. O treinador é bem recomendado, é novo, é jovem ainda, outra mentalidade. É o que nós precisamos – disse Malucelli.
O LEC começou o ano com Edinho, filho de Pelé. Ele foi demitido no início de fevereiro, com uma vitória em sete jogos. O substituto foi Omar Feitosa, que ficou 17 dias no cargo, com uma vitória em quatro partidas.
– A passagem do Edinho foi um momento que fizemos junto com o Adilson Batista, na época. Era para ficar o Edinho só no Paranaense, ele (Adilson) voltaria no final do Paranaense ainda. Infelizmente teve aquele problema, o Adilson acabou não voltando, e nós ficamos com o Edinho. Mas não era o treinador que seria para a sequência. Nós já sabíamos disso. O Cuca que recomendou o Omar Feitosa, não deu certo também – contou Malucelli.
Para a Série B do Brasileiro, o Londrina contratou Alexandre Gallo, que foi demitido após a quinta rodada, com apenas uma vitória. Edson Vieira, auxiliar fixo da comissão técnica do clube, assumiu como interino e fez quatro jogos na Série B, com duas vitórias e duas derrotas, saindo em seguida. PC Gusmão assumiu o comando do LEC, mas saiu após um empate e quatro derrotas em cinco jogos.
– Trouxemos o Gallo, infelizmente também não virou, o relacionamento dele com os jogadores estava ruim, desgastado. O Edson Vieira estava como interino apenas até chegar o novo. Aí veio o PC (Gusmão), que fez um bom trabalho, mas não conseguiu os resultados. E futebol sem resultados não dá. Você trocar o elenco não tem como, até porque tem janela de contratações. Então, é mais fácil trocar o treinador, sempre estoura em um – completou o gestor do futebol do Londrina.
Agenda do Londrina
Guarani x Londrina: 08/07, sábado, 11h – Brinco de Ouro
Londrina x Vila Nova: 15/07, sábado, 17h – Estádio do Café
Novorizontino x Londrina: 19/07, quarta, 21h30, no Jorge Ismael de Biasi
Mais notícias do esporte paranaense em ge.globo/pr

Veja também  Futebol de areia: Maranhão Cup divulga tabela de jogos

Powered by WPeMatico

Origem da Noticia
https://ge.globo.com/pr/futebol/times/londrina/noticia/2023/07/07/gestor-do-londrina-lamenta-fase-atual-explica-trocas-de-tecnicos-e-convoca-a-torcida-nao-e-so-vaiar-e-xingar.ghtml
Autor:

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: