Pivô de briga generalizada em final é jogador e foi confundido com torcedor do Sport, diz polícia


Alvo de torcedores do Náutico em decisão, homem acompanhava o clássico do setor hexa e precisou ser escoltado pela polícia; ouvido por delegados, foi considerado “vítima” Um homem que saiu escoltado das arquibancadas do setor hexa dos Aflitos na final entre Sport x Náutico, sábado, e que teria sido o pivô da confusão generalizada entre alvirrubros e policiais militares é jogador do Iguatu e não torce pelo Leão. Ao menos, é o que dizem seus amigos, ouvidos pela reportagem. A nota da polícia divulgada na madrugada deste domingo sustenta essa versão.
Torcedor com bandeira de Pernambuco protesta em Náutico x Sport nos Aflitos
Marlon Costa / Pernambuco Press
– Durante a partida, o jogador D.F.N.S. do Icatu-CE acompanhado de mais três amigos, torcedores do Náutico, passou a ser hostilizado, após ser confundido como torcedor do Sport. Ao perceber a situação, uma equipe do BPChoque realizou a intervenção e iniciou a retirada do grupo, momento em que dezenas de torcedores passaram a agredir as vitimas e o policiamento arremessando diversos objetos, ocasionando um tumulto generalizado na arquibancada daquele setor – diz parte da nota da polícia, sem identificar o homem.
Mais notícias do assunto
+Torcedores do Náutico entram em confronto com policiais
+Castán lamenta violência no clássico “Retrato da sociedade”
O ge esteve na delegacia do torcedor após o apito final do Clássico dos Clássicos, válido pela primeira da decisão do Campeonato Pernambucano e vencido pelo Leão por 2 a 0, e ouviu esta versão do caso. Contada pelos colegas do homem – que, segundo eles, seria atacante da equipe cearense.

E como começou?
O estopim da confusão teria iniciado logo após o segundo gol rubro-negro na final, quando alguns alvirrubros alocados no setor hexa, atrás de uma das barras, suspeitaram que ele estava assistindo o jogo à paisana como rival. Não há permissão para torcida visitante nas finais do Pernambucano. O homem trajava uma camisa azul.
Mas, de acordo com seus amigos, ele acompanhava a partida, na verdade, enquanto espectador. E com um adendo: não seria mesmo torcedor do Sport, os amigos reforçam.
Initial plugin text
Torcedores do Náutico brigam com policiais e passam mal nos Aflitos
No entanto, àquela altura, a briga generalizada entre alvirrubros e policiais militares já havia começado (veja acima). Houve confronto, com torcedores partindo para cima do efetivo policial e, em troca, recebendo agressões com cassetetes, spray de pimenta e até tiros com balas de borracha.
Vários torcedores passaram mal e precisaram de atendimento médico ainda no gramado de jogo, motivo pelo qual o clássico teve que ser paralisado por cerca de cinco minutos.
Confusão nos Aflitos em Náutico x Sport
Agif
Ao final da partida, entre os mais de oito detidos na delegacia de polícia dos Aflitos – entre eles um homem que invadiu o campo por duas vezes, aos 38 e 44 minutos do segundo tempo -, o jogador era um dos presentes.
Ouvido por delegados, foi considerado como “vítima” e abriu um Boletim de Ocorrência no ato. Seguindo o protocolo, o caso passará pela delegacia da Polícia Civil e, depois, para o juizado, depois de assinatura do Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).
Confusão nos Aflitos em Náutico x Sport
Agif
Além dessa situação, o ge confirmou na própria delegacia dos Aflitos que foram registrados mais dois boletins de ocorrência por torcedores que atiraram objetos no gramado e pelos menos mais outros sete envolvidos (tratados como agressores) no tumulto com policiais. O homem que invadiu o gramado duas vezes também teve B.O registrado.
Que tranquilidade… Torcedor do Náutico invade e fica caminhando pelo campo dos Aflitos
Veja a nota da polícia divulgada na madrugada deste domingo
“Neste sábado (30/03), durante a realização da primeira partida válida pela final do campeonato pernambucano, entre as equipes Náutico x Sport, foi registrado um tumulto entre os torcedores do setor hexa nas arquibancadas. Durante a partida, o jogador D.F.N.S. do Iguatu-CE acompanhado de mais três amigos, torcedores do Náutico, passou a ser hostilizado, após ser confundido como torcedor do Sport. Ao perceber a situação, uma equipe do BPChoque realizou a intervenção e iniciou a retirada do grupo, momento em que dezenas de torcedores passaram a agredir as vitimas e o policiamento arremessando diversos objetos, ocasionando um tumulto generalizado na arquibancada daquele setor.
Para fazer o controle da multidão. Foi necessário o emprego de instrumentos de menor potencial ofensivo e não houve relatos de feridos. No entanto, alguns torcedores relataram mal estar e foram retirados do setor e atendidos pelos socorristas. Durante a intervenção, foram presos três homens que foram conduzidos ao BO digital para registro da ocorrência e apresentação a autoridade policial Civil.
Já próximo ao final do jogo, um torcedor conseguiu passar pelos agentes de segurança privada contratados pelo clube e invadiu o campo de jogo, sendo prontamente detido por policiais do Batalhão de Choque. Durante a condução do indivíduo para a Delegacia do Torcedor, seguindo na direção do setor hexa onde ainda havia uma confusão generalizada entre torcedores da organizada, culminando com agressões ao policiamento e tentativas de invasão do primeiro setor, não foi possível passar com o conduzido pelo setor. E em necessidade de proteger o perímetro de invasões, o homem conseguiu se desvencilhar dos policiais e voltou a entrar no campo de jogo, sendo novamente detido e, dessa vez, conduzido à Delegacia do Torcedor para adoção das medidas cabíveis.”

Veja também  Nova Venécia x Rio Branco-ES - Campeonato Capixaba 2024 - Ao vivo - globoesporte.com

Powered by WPeMatico

Origem da Noticia
https://ge.globo.com/pe/futebol/campeonato-pernambucano/noticia/2024/03/31/pivo-de-briga-generalizada-em-final-e-jogador-e-foi-confundido-com-torcedor-do-sport-diz-policia.ghtml
Autor:

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: