PM e Gaeco fazem buscas em cooperativa de transporte em nova fase de operação contra o tráfico de drogas em Campinas


Etapa desta sexta (7) investiga suspeitas de lavagem de dinheiro entre integrantes da quadrilha. Na quarta (5), operação prendeu 15 pessoas e apreendeu cerca de R$ 140 mil em dinheiro e 5 milhões de microtubos para entorpecentes. Grupo agia através de bueiros. Operação do Gaeco e da Polícia Militar faz buscas em sede de cooperativa de transporte em Campinas
Jorge Talmon/EPTV
A Polícia Militar e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público (MP), deflagraram nesta sexta-feira (7) uma nova fase da operação contra o tráfico de drogas em Campinas (SP). Entre os alvos desta etapa está uma cooperativa do transporte público alternativo da metrópole.
Ao todo, as equipes cumprem três mandados de prisão e dez de busca e apreensão. Um dos mandados de busca é na sede da cooperativa Altercamp, no bairro Ponte Preta.
Segundo o Gaeco, as ações desta sexta-feira investiga suspeitas de lavagem de dinheiro entre integrantes da quadrilha. A EPTV, afiliada da TV Globo, tenta contato com a cooperativa.
Na quarta-feira (5), durante a fase anterior da operação “Sumidouro”, os agentes prenderam 15 pessoas e apreenderam cerca de R$ 140 mil em dinheiro e 5 milhões de microtubos vazios para embalo de entorpecentes.
Tráfico de drogas através de bueiros
Galeria pluvial de Campinas onde grupo traficava drogas
Baep
A organização criminosa alvo do Gaeco e da Polícia Militar traficava drogas através de galerias pluviais de Campinas.
A operação foi resultado de investigações que começaram em abril do ano passado, quando o líder do grupo foi preso. Esse líder é sobrinho de Wanderson Nilton de Paula Lima, o Andinho, que liderou uma das maiores quadrilhas de sequestros e tráfico de drogas da região.
De acordo com o promotor Rodrigo Lopes, do MP, o nome “Sumidouro” foi dado à operação em alusão à forma como o grupo atuava, por meio das galerias pluviais.
“Esse nome foi dado à operação em razão de uma característica peculiar dessa organização criminosa, que é a utilização de galerias pluviais como ponto de venda de droga. Isso ocorre, basicamente, na Vila Formosa [bairro de Campinas]. Eles se utilizam de algumas galerias para fazer a venda do entorpecente, a fim de dificultar o acesso da polícia.”
“Os usuários adquirem pelas grades das galerias. Foi montada toda uma estrutura dentro dessas galerias para impedir que a água caia sobre eles, mudando o curso da água, para impedir que os policiais consigam ingressar e também como rota de fuga”, disse.
Lopes também destacou que equipes da prefeitura foram acionadas para desfazer a estrutura.
Anotações do tráfico de drogas em galeria pluvial de Campinas
Baep
Pertences de organização criminosa que traficava drogas em galerias pluviais de Campinas
Baep
VÍDEOS: Tudo sobre Campinas e região
Veja mais notícias da região no g1 Campinas

Veja também  Submetralhadora e pistola israelense são apreendidas durante operação da PM; quatro foram detidos

Powered by WPeMatico

Origem da Noticia
https://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/noticia/2023/07/07/pm-e-gaeco-fazem-buscas-em-cooperativa-de-transporte-em-nova-fase-de-operacao-contra-o-trafico-de-drogas-em-campinas.ghtml
Autor: {authorlink}

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: