Primeiro voo tripulado da Starliner é adiado mais uma vez

Assim como a SpaceX, a Boeing tem um acordo bilionário com a NASA para transportar astronautas de e para a Estação Espacial Internacional (ISS). Esses serviços serão executados pela cápsula CST-100 Starliner.

Enquanto a empresa de Elon Musk já está cumprindo o contrato, tendo lançado oito missões operacionais tripuladas ao laboratório em órbita usando suas cápsulas Dragon e os foguetes Falcon 9, a Boeing ainda não iniciou os trabalhos.

Vamos entender o porquê:

  • A Boeing e a NASA realizaram o Teste de Voo Orbital-2 (OFT-2), uma missão não tripulada (sem astronautas) crucial para provar a capacidade da Starliner;
  • Embora o voo tenha sido bem-sucedido, alguns ajustes precisaram ser feitos na espaçonave;
  • O primeiro voo tripulado, então, ocorreria em dezembro daquele ano;
  • Como ainda se faziam necessários alguns testes e reparos, o lançamento foi reprogramado para maio de 2023;
  • Alguns fatores levaram a um novo adiamento, como: a agenda da Estação da Força Espacial de Cabo Canaveral, na Flórida, a necessidade de mais um teste no sistema de paraquedas da cápsula e o tráfego intenso para a ISS até o final do ano;
  • Assim, o voo tripulado inaugural da espaçonave ficou para o dia 1º de maio de 2024.

Nova data do primeiro voo tripulado da Boeing CST-100 Starliner

No entanto, em um comunicado emitido na tarde de terça-feira (2), a agência anunciou um novo adiamento, desta vez de cinco dias, com o lançamento reprogramado para o dia 6. “O ajuste de data otimiza o cronograma de atividades da estação espacial planejadas para o final de abril, incluindo uma espaçonave de carga desacoplando e uma realocação de espaçonave necessária para a atracação da Starliner”, diz a nota.

A missão será lançada no topo de um foguete Atlas V, da United Launch Alliance (ULA), a partir da Estação da Força Espacial de Cabo Canaveral, na Flórida, em horário a confirmar.

Veja também  Ofertas do dia: seleção de notebooks com até 41% off!
A espaçonave Starliner OFT-2, da Boeing, acoplada no topo do foguete Atlas V, da ULA, na plataforma de lançamento. Crédito: NASA/Joel Kowsky

Leia mais:

Os astronautas da NASA Barry Butch Wilmore, Suni Williams e Mike Fincke. Crédito: Boeing

A Starliner será pilotada por Barry “Butch” Wilmore, ex-piloto do programa de ônibus espacial da NASA e visitante da ISS por duas vezes. Ao lado dele estará Suni Williams, que conta com duas missões espaciais no currículo. Em 2007, ela se tornou a primeira pessoa a “correr uma maratona” no espaço, quando correu na esteira da estação por mais de quatro horas. Além da dupla, o astronauta da NASA e três vezes residente da estação espacial Mike Fincke foi escalado como piloto reserva da missão.

O post Primeiro voo tripulado da Starliner é adiado mais uma vez apareceu primeiro em Olhar Digital.

Powered by WPeMatico

Origem da Notícia
https://olhardigital.com.br/2024/04/03/ciencia-e-espaco/primeiro-voo-tripulado-da-starliner-e-adiado-mais-uma-vez/
Autor: {autor}

Assim como a SpaceX, a Boeing tem um acordo bilionário com a NASA para transportar astronautas de e para a Estação Espacial Internacional (ISS). Esses serviços serão executados pela cápsula CST-100 Starliner.

Enquanto a empresa de Elon Musk já está cumprindo o contrato, tendo lançado oito missões operacionais tripuladas ao laboratório em órbita usando suas cápsulas Dragon e os foguetes Falcon 9, a Boeing ainda não iniciou os trabalhos.

Vamos entender o porquê:

  • A Boeing e a NASA realizaram o Teste de Voo Orbital-2 (OFT-2), uma missão não tripulada (sem astronautas) crucial para provar a capacidade da Starliner;
  • Embora o voo tenha sido bem-sucedido, alguns ajustes precisaram ser feitos na espaçonave;
  • O primeiro voo tripulado, então, ocorreria em dezembro daquele ano;
  • Como ainda se faziam necessários alguns testes e reparos, o lançamento foi reprogramado para maio de 2023;
  • Alguns fatores levaram a um novo adiamento, como: a agenda da Estação da Força Espacial de Cabo Canaveral, na Flórida, a necessidade de mais um teste no sistema de paraquedas da cápsula e o tráfego intenso para a ISS até o final do ano;
  • Assim, o voo tripulado inaugural da espaçonave ficou para o dia 1º de maio de 2024.
Veja também  Não quer saber de BBB 24? Veja como bloquear o reality show nas redes sociais

Nova data do primeiro voo tripulado da Boeing CST-100 Starliner

No entanto, em um comunicado emitido na tarde de terça-feira (2), a agência anunciou um novo adiamento, desta vez de cinco dias, com o lançamento reprogramado para o dia 6. “O ajuste de data otimiza o cronograma de atividades da estação espacial planejadas para o final de abril, incluindo uma espaçonave de carga desacoplando e uma realocação de espaçonave necessária para a atracação da Starliner”, diz a nota.

A missão será lançada no topo de um foguete Atlas V, da United Launch Alliance (ULA), a partir da Estação da Força Espacial de Cabo Canaveral, na Flórida, em horário a confirmar.

A espaçonave Starliner OFT-2, da Boeing, acoplada no topo do foguete Atlas V, da ULA, na plataforma de lançamento. Crédito: NASA/Joel Kowsky

Leia mais:

Os astronautas da NASA Barry Butch Wilmore, Suni Williams e Mike Fincke. Crédito: Boeing

A Starliner será pilotada por Barry “Butch” Wilmore, ex-piloto do programa de ônibus espacial da NASA e visitante da ISS por duas vezes. Ao lado dele estará Suni Williams, que conta com duas missões espaciais no currículo. Em 2007, ela se tornou a primeira pessoa a “correr uma maratona” no espaço, quando correu na esteira da estação por mais de quatro horas. Além da dupla, o astronauta da NASA e três vezes residente da estação espacial Mike Fincke foi escalado como piloto reserva da missão.

Veja também  O que é eSIM e quais as vantagens do chip virtual

O post Primeiro voo tripulado da Starliner é adiado mais uma vez apareceu primeiro em Olhar Digital.

Powered by WPeMatico

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: