Quais animais têm senso de humor?

Desde a nossa infância nos acostumamos com as histórias e personagens que são bichos com personalidade, comportamentos e sentimentos humanos, mas existem animais com senso de humor comprovado cientificamente.

Talvez o primeiro animal que vem à nossa mente seja o mais próximo de nossas características humanas, ou seja, o macaco. E sim, é verdade. Grandes primatas, por exemplo, são capazes de brincar provocando o outro. Chimpanzés, orangotangos e gorilas emitem um som semelhante à risada humana quando expostos a brincadeiras ou cócegas. 

Leia mais:

Cachorros, suricatos e ratos riem

Ratos sentem cócegas, segundo estudo realizado na Alemanha

O jogo e o humor são características comuns a muitos mamíferos. A capacidade de rir não é a mesma coisa que a capacidade de tirar sarro de outros indivíduos. O que chamamos de senso de humor é uma sofisticação cognitiva exclusiva da linguagem humana. 

O humor pode desempenhar um papel importante nos animais. Nos seres humanos, o humor pode servir para quebrar gelo, derrubando as barreiras sociais e fortalecendo os relacionamentos. A maior parte das evidências do senso de humor dos animais vem de casos isolados, já que foram realizados poucos estudos em larga escala. 

O humor é uma emoção distintamente humana. No entanto, alguns animais também podem usá-lo para fortalecer os seus laços. O riso humano pode ser uma evolução do arquejo característico que os grandes símios fazem quando brincam. 

Os primatas são os animais que mais se parecem com os humanos quando estão sorrindo ou chorando. Chimpanzés, gorilas e orangotangos têm expressões e vocalizações quase humanas. Chimpanzés e bonobos, nossos parentes mais próximos, têm a risada mais humana.

A pesquisadora Isabelle Laumer, da UCLA (Universidade da Califórnia) em Los Angeles (EUA), assistiu com seus colegas a mais de 75 horas de vídeos de grandes primatas interagindo entre si. Foram identificaram 18 tipos de provocação diferentes. Os cinco principais incluíram cutucar, bater, dificultar os movimentos, atingir com o corpo e puxar uma parte do corpo dos colegas.

Alguns chimpanzés chegaram a balançar partes do corpo ou objetos em frente ao rosto dos seus colegas ou, no caso dos orangotangos, puxar os cabelos uns dos outros.

Macaco fazendo pose engraçada

O comportamento brincalhão lembrou muito o de crianças humanas, segundo os pesquisadores. Era intencional, provocador, persistente e incluía elementos de surpresa, brincadeira e verificação da reação do outro.

O som das hienas parece uma risada, mas não é, porque tem outras funções sociais. Ele faz parte de um complexo sistema de comunicação. O “riso” de uma hiena é uma forma de comunicação usada para transmitir sensações como frustração, excitação ou medo. As hienas também produzem ruídos que soam como gargalhadas, mas não é porque elas se divertem com qualquer coisa.

Alguns animais têm senso de humor, incluindo:

  • Primatas: Chimpanzés, gorilas e orangotangos têm expressões e vocalizações quase humanas. Os primatas emitem um som estruturalmente similar à risada humana quando expostos a brincadeiras ou cócegas.
  • Cães, suricatos e ratos: Estes animais riem e têm um som agudo equivalente ao riso humano. 
Veja também  Qual a história real por trás do longa Iron Claw, próximo filme de Zac Efron?

 O neurocientista Michael Brecht realizou um estudo curioso (para não dizer divertido) em seu laboratório na Universidade Humboldt em Berlim, na Alemanha. Ele faz cócegas em seus ratos!

É isso mesmo que você leu. Brecht e sua equipe de pesquisa querem identificar a parte do cérebro responsável pelo riso e pela brincadeira. Um estudo realizado por eles foi publicado na revista Neuron, em 2023 e mostra que essa parte está localizada na substância cinzenta periaquedutal, um grupo de neurônios localizados ao redor do mesencéfalo.

A área do cérebro é a mesma que controla os sons e a resposta de luta ou fuga. O neurocientista afirma que as vocalizações, como risadas, são usadas no jogo.

Quando brincamos, o riso coordena e dirige o processo. O mesmo ocorre com ratos. Eles riem sim, de maneira particular, emitem vocalizações ultrassônicas de 50 quilohertz quando estão brincando ou recebendo cócegas. 

O mais interessante é que Brecht observou que eles só fazem isso se tiverem alguma cumplicidade com os cientistas. A equipe passou por um período de adaptação com os ratos durante a pesquisa e só depois desse tempo é que começaram a fazer cócegas nas costas e na barriga com os dedos. 

Depois, mediram os gritos e a atividade cerebral dos roedores. Encontraram respostas neurais significativas tanto para fazer cócegas quanto para brincar na coluna lateral da substância cinzenta periaquedutal.

A definição de humor é o estado de espírito em que um indivíduo se encontra naquele instante. Ou seja, esse estado se altera, podemos estar felizes, alegres em um momento e triste, nervoso ou estressado em outro. É diferente da personalidade, que são as características de cada indivíduo ou animal, seu modo de ser e de viver.

A personalidade é mais estável, mas o humor varia de acordo com muitos fatores. A personalidade de humanos e animais são parecidas, afinal é constituída por fatores genéticos, ambientais e comportamentais.

Também de acordo com pesquisas, a espécie influencia diretamente no humor dos bichos. É necessário entender as particularidades de cada espécie e também diferenciar dos animais considerados pets, os domésticos. Ainda assim, um felino apresentará uma resposta diferente de um cachorro, mesmo que sejam apresentados aos mesmos estímulos.

Fatores que influenciam o humor dos animais

Burros sorrindo
Imagem: Pixabay
  • Ambiente – qualidade de vida como boa alimentação, conforto térmico, socialização são fatores que interferem no humor.
  • Estado de saúde – enfermidades alteram o humor dos animais
  • Estresse, ansiedade e tristeza são fatores que interferem no humor.  Animais expostos a situações de estresse com frequência liberam substâncias nocivas no organismo (assim como acontecem com os seres humanos) e podem até desencadear doenças.

Assim como nós, os animais que expressam seu senso de humor em um ambiente adequado e saudável serão mais felizes e brincalhões.

O post Quais animais têm senso de humor? apareceu primeiro em Olhar Digital.

Powered by WPeMatico

Origem da Notícia
https://olhardigital.com.br/2024/04/04/ciencia-e-espaco/quais-animais-tem-senso-de-humor/
Autor: {autor}

Desde a nossa infância nos acostumamos com as histórias e personagens que são bichos com personalidade, comportamentos e sentimentos humanos, mas existem animais com senso de humor comprovado cientificamente.

Veja também  Globo de Ouro: novas categorias vão premiar blockbusters e humoristas

Talvez o primeiro animal que vem à nossa mente seja o mais próximo de nossas características humanas, ou seja, o macaco. E sim, é verdade. Grandes primatas, por exemplo, são capazes de brincar provocando o outro. Chimpanzés, orangotangos e gorilas emitem um som semelhante à risada humana quando expostos a brincadeiras ou cócegas. 

Leia mais:

Cachorros, suricatos e ratos riem

Ratos sentem cócegas, segundo estudo realizado na Alemanha

O jogo e o humor são características comuns a muitos mamíferos. A capacidade de rir não é a mesma coisa que a capacidade de tirar sarro de outros indivíduos. O que chamamos de senso de humor é uma sofisticação cognitiva exclusiva da linguagem humana. 

O humor pode desempenhar um papel importante nos animais. Nos seres humanos, o humor pode servir para quebrar gelo, derrubando as barreiras sociais e fortalecendo os relacionamentos. A maior parte das evidências do senso de humor dos animais vem de casos isolados, já que foram realizados poucos estudos em larga escala. 

O humor é uma emoção distintamente humana. No entanto, alguns animais também podem usá-lo para fortalecer os seus laços. O riso humano pode ser uma evolução do arquejo característico que os grandes símios fazem quando brincam. 

Os primatas são os animais que mais se parecem com os humanos quando estão sorrindo ou chorando. Chimpanzés, gorilas e orangotangos têm expressões e vocalizações quase humanas. Chimpanzés e bonobos, nossos parentes mais próximos, têm a risada mais humana.

A pesquisadora Isabelle Laumer, da UCLA (Universidade da Califórnia) em Los Angeles (EUA), assistiu com seus colegas a mais de 75 horas de vídeos de grandes primatas interagindo entre si. Foram identificaram 18 tipos de provocação diferentes. Os cinco principais incluíram cutucar, bater, dificultar os movimentos, atingir com o corpo e puxar uma parte do corpo dos colegas.

Alguns chimpanzés chegaram a balançar partes do corpo ou objetos em frente ao rosto dos seus colegas ou, no caso dos orangotangos, puxar os cabelos uns dos outros.

Macaco fazendo pose engraçada

O comportamento brincalhão lembrou muito o de crianças humanas, segundo os pesquisadores. Era intencional, provocador, persistente e incluía elementos de surpresa, brincadeira e verificação da reação do outro.

O som das hienas parece uma risada, mas não é, porque tem outras funções sociais. Ele faz parte de um complexo sistema de comunicação. O “riso” de uma hiena é uma forma de comunicação usada para transmitir sensações como frustração, excitação ou medo. As hienas também produzem ruídos que soam como gargalhadas, mas não é porque elas se divertem com qualquer coisa.

Alguns animais têm senso de humor, incluindo:

  • Primatas: Chimpanzés, gorilas e orangotangos têm expressões e vocalizações quase humanas. Os primatas emitem um som estruturalmente similar à risada humana quando expostos a brincadeiras ou cócegas.
  • Cães, suricatos e ratos: Estes animais riem e têm um som agudo equivalente ao riso humano. 

 O neurocientista Michael Brecht realizou um estudo curioso (para não dizer divertido) em seu laboratório na Universidade Humboldt em Berlim, na Alemanha. Ele faz cócegas em seus ratos!

Veja também  Volkswagen Polo recebe nova versão focada no agro; veja fotos

É isso mesmo que você leu. Brecht e sua equipe de pesquisa querem identificar a parte do cérebro responsável pelo riso e pela brincadeira. Um estudo realizado por eles foi publicado na revista Neuron, em 2023 e mostra que essa parte está localizada na substância cinzenta periaquedutal, um grupo de neurônios localizados ao redor do mesencéfalo.

A área do cérebro é a mesma que controla os sons e a resposta de luta ou fuga. O neurocientista afirma que as vocalizações, como risadas, são usadas no jogo.

Quando brincamos, o riso coordena e dirige o processo. O mesmo ocorre com ratos. Eles riem sim, de maneira particular, emitem vocalizações ultrassônicas de 50 quilohertz quando estão brincando ou recebendo cócegas. 

O mais interessante é que Brecht observou que eles só fazem isso se tiverem alguma cumplicidade com os cientistas. A equipe passou por um período de adaptação com os ratos durante a pesquisa e só depois desse tempo é que começaram a fazer cócegas nas costas e na barriga com os dedos. 

Depois, mediram os gritos e a atividade cerebral dos roedores. Encontraram respostas neurais significativas tanto para fazer cócegas quanto para brincar na coluna lateral da substância cinzenta periaquedutal.

A definição de humor é o estado de espírito em que um indivíduo se encontra naquele instante. Ou seja, esse estado se altera, podemos estar felizes, alegres em um momento e triste, nervoso ou estressado em outro. É diferente da personalidade, que são as características de cada indivíduo ou animal, seu modo de ser e de viver.

A personalidade é mais estável, mas o humor varia de acordo com muitos fatores. A personalidade de humanos e animais são parecidas, afinal é constituída por fatores genéticos, ambientais e comportamentais.

Também de acordo com pesquisas, a espécie influencia diretamente no humor dos bichos. É necessário entender as particularidades de cada espécie e também diferenciar dos animais considerados pets, os domésticos. Ainda assim, um felino apresentará uma resposta diferente de um cachorro, mesmo que sejam apresentados aos mesmos estímulos.

Fatores que influenciam o humor dos animais

Burros sorrindo
Imagem: Pixabay
  • Ambiente – qualidade de vida como boa alimentação, conforto térmico, socialização são fatores que interferem no humor.
  • Estado de saúde – enfermidades alteram o humor dos animais
  • Estresse, ansiedade e tristeza são fatores que interferem no humor.  Animais expostos a situações de estresse com frequência liberam substâncias nocivas no organismo (assim como acontecem com os seres humanos) e podem até desencadear doenças.

Assim como nós, os animais que expressam seu senso de humor em um ambiente adequado e saudável serão mais felizes e brincalhões.

O post Quais animais têm senso de humor? apareceu primeiro em Olhar Digital.

Powered by WPeMatico

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: