Quais os riscos para a saúde ao andar em enchentes e alagamentos?

As fortes chuvas que se espalham pelo Brasil não só assolam as cidades e destroem vidas, mas também trazem uma proliferação de bactérias e vírus nas enchentes. Sobretudo, em meio ao caos enfrentado na maior catástrofe climática de 2024 no Rio Grande do Sul, pensar em meios de prevenção com o contato com a água é essencial.

Não é à toa que algumas pessoas que estiveram participando de resgastes e enfrentaram as águas contaminadas de enchentes no estado recorreram à quimioprofilaxia, uma estratégia de prevenção de doenças infecciosas que envolve o uso de medicamentos para reduzir o risco de infecção. Mas que doenças infecto-contagiosas são essas? Quais os riscos de andar em enchentes?

Leia mais

Quais os riscos de andar em enchentes?

Ribeirinhos durante enchente
(Imagem: Reprodução/Corpo de Bombeiros)

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, as enchentes aumentam risco de doenças infecto-contagiosas, afinal essa água suja das chuvas carregam uma série de bactérias e vírus.

O Ministério da Saúde também traz um alerta sobre as consequências de grandes inundações. O órgão aponta que além dos riscos imediatos e futuros à saúde para as pessoas que vivem próximo à região do desastre, há os perigos relacionados as infecções, como leptospirose e dengue. Além disso, o ambiente com entulhos e destroços aumenta o risco de acidentes com animais peçonhentos, como escorpiões, aranhas e cobras.

Entre as principais doenças que podem ser transmitidas para as pessoas ao andar em enchentes estão a leptospirose, gastroenterites, febre tifoide, hepatite A, tétano, entre outras. A mais conhecida, a leptospirose, é uma doença infecciosa causada pela urina de ratos e pode entrar na pele humana. Dessa forma, é por meio do contato da pele com a água e da lama contaminadas, que ocorre a transmissão para o nosso organismo.

Embora, a incidência da doença seja rara, em situações de tamanha proporção como as enchentes no Rio Grande do Sul, com um período longo de lixo e animais em meio a água, obviamente a probabilidade de contágio é bem maior. E quando alguém é contaminado com a doença, o quadro, na maioria das vezes, é grave, principalmente em decorrência dos seus sintomas, que vão desde dor de cabeça a sangramentos na pele e insuficiência renal.

Veja também  Ofertas do dia: seleção de impressoras com até 35% off! Aproveite

Além disso, há também os riscos de contrair alguma gastroenterite, doenças causadas por uma série de vírus ou bactérias que circulam em água contaminada. No entanto, neste caso, é preciso ter engolido a água, não apenas ter andado em meio aos alagamentos. Porém, a ingestão de água foi algo bem comum no relato de muitas pessoas que quase se afogaram nas enchentes do estado do Rio Grande do Sul.

Entrei em contato com a água da enchente, o que devo fazer agora?

enchente rs
Imagem: cabuscaa/Shutterstock

Especialistas médicos orientam a pessoa que andou na enchente ou teve contato de alguma forma com a água a seguir os seguintes passos:

  1. Tome banho com água limpa e de preferência com sabonete;
  2. Se houver algum ferimento, é preciso lavar bem o local com água potável e sabonete;
  3. Beba bastante água;
  4. Fique atento às alterações na saúde durante três dias, principalmente febre e diarreia.

Dicas para prevenção para evitar doenças com água contaminada das enchentes

  • Evite manusear objetos que tenham sido atingidos pela água ou lama;
  • Proteja os pés e as mãos com botas e luvas de borracha ou sacos plásticos duplos;
  • Jogue fora medicamentos e alimentos que entraram em contato com as águas da enchente (mesmo que estejam embalados com plásticos ou fechados, pois, ainda assim, podem estar contaminados);
  • Lave bem as mãos antes de preparar alimentos e ao se alimentar;
  • Procure beber sempre água potável, que não tenha tido contato algum com as enchentes, e a utilize no preparo dos alimentos;
  • Se sua casa for atingida pela enchente, após o recuo da água providencie a limpeza e desinfecção dos ambientes, utensílios, móveis e outros objetos.

O post Quais os riscos para a saúde ao andar em enchentes e alagamentos? apareceu primeiro em Olhar Digital.

Powered by WPeMatico

Origem da Notícia
https://olhardigital.com.br/2024/05/15/medicina-e-saude/quais-os-riscos-para-a-saude-ao-andar-em-enchentes-e-alagamentos/
Autor: {autor}

As fortes chuvas que se espalham pelo Brasil não só assolam as cidades e destroem vidas, mas também trazem uma proliferação de bactérias e vírus nas enchentes. Sobretudo, em meio ao caos enfrentado na maior catástrofe climática de 2024 no Rio Grande do Sul, pensar em meios de prevenção com o contato com a água é essencial.

Veja também  McLaren avaliada em R$ 3,6 milhões é abandonada após acidente

Não é à toa que algumas pessoas que estiveram participando de resgastes e enfrentaram as águas contaminadas de enchentes no estado recorreram à quimioprofilaxia, uma estratégia de prevenção de doenças infecciosas que envolve o uso de medicamentos para reduzir o risco de infecção. Mas que doenças infecto-contagiosas são essas? Quais os riscos de andar em enchentes?

Leia mais

Quais os riscos de andar em enchentes?

Ribeirinhos durante enchente
(Imagem: Reprodução/Corpo de Bombeiros)

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, as enchentes aumentam risco de doenças infecto-contagiosas, afinal essa água suja das chuvas carregam uma série de bactérias e vírus.

O Ministério da Saúde também traz um alerta sobre as consequências de grandes inundações. O órgão aponta que além dos riscos imediatos e futuros à saúde para as pessoas que vivem próximo à região do desastre, há os perigos relacionados as infecções, como leptospirose e dengue. Além disso, o ambiente com entulhos e destroços aumenta o risco de acidentes com animais peçonhentos, como escorpiões, aranhas e cobras.

Entre as principais doenças que podem ser transmitidas para as pessoas ao andar em enchentes estão a leptospirose, gastroenterites, febre tifoide, hepatite A, tétano, entre outras. A mais conhecida, a leptospirose, é uma doença infecciosa causada pela urina de ratos e pode entrar na pele humana. Dessa forma, é por meio do contato da pele com a água e da lama contaminadas, que ocorre a transmissão para o nosso organismo.

Embora, a incidência da doença seja rara, em situações de tamanha proporção como as enchentes no Rio Grande do Sul, com um período longo de lixo e animais em meio a água, obviamente a probabilidade de contágio é bem maior. E quando alguém é contaminado com a doença, o quadro, na maioria das vezes, é grave, principalmente em decorrência dos seus sintomas, que vão desde dor de cabeça a sangramentos na pele e insuficiência renal.

Veja também  Spotify volta atrás e anuncia que continuará no Uruguai

Além disso, há também os riscos de contrair alguma gastroenterite, doenças causadas por uma série de vírus ou bactérias que circulam em água contaminada. No entanto, neste caso, é preciso ter engolido a água, não apenas ter andado em meio aos alagamentos. Porém, a ingestão de água foi algo bem comum no relato de muitas pessoas que quase se afogaram nas enchentes do estado do Rio Grande do Sul.

Entrei em contato com a água da enchente, o que devo fazer agora?

enchente rs
Imagem: cabuscaa/Shutterstock

Especialistas médicos orientam a pessoa que andou na enchente ou teve contato de alguma forma com a água a seguir os seguintes passos:

  1. Tome banho com água limpa e de preferência com sabonete;
  2. Se houver algum ferimento, é preciso lavar bem o local com água potável e sabonete;
  3. Beba bastante água;
  4. Fique atento às alterações na saúde durante três dias, principalmente febre e diarreia.

Dicas para prevenção para evitar doenças com água contaminada das enchentes

  • Evite manusear objetos que tenham sido atingidos pela água ou lama;
  • Proteja os pés e as mãos com botas e luvas de borracha ou sacos plásticos duplos;
  • Jogue fora medicamentos e alimentos que entraram em contato com as águas da enchente (mesmo que estejam embalados com plásticos ou fechados, pois, ainda assim, podem estar contaminados);
  • Lave bem as mãos antes de preparar alimentos e ao se alimentar;
  • Procure beber sempre água potável, que não tenha tido contato algum com as enchentes, e a utilize no preparo dos alimentos;
  • Se sua casa for atingida pela enchente, após o recuo da água providencie a limpeza e desinfecção dos ambientes, utensílios, móveis e outros objetos.

O post Quais os riscos para a saúde ao andar em enchentes e alagamentos? apareceu primeiro em Olhar Digital.

Powered by WPeMatico

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: