‘Tarcísio não mereceu o que foi feito’, diz Lira sobre atrito em reunião do PL

Em entrevista à GloboNews, presidente da Câmara falou do papel do governador de São Paulo na negociação da reforma tributária e criticou reação do PL em reunião com Bolsonaro. O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), comentou nesta sexta-feira (7), durante entrevista à GloboNews, o atrito registrado em vídeo durante reunião do PL, realizada nesta quinta-feira (06), envolvendo o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos) e a ala bolsonarista da legenda.

“O governador Tarcísio não mereceu o que foi feito. Aquilo ali não representa o sentimento da política e merecia uma reprimenda por parte da direção do PL, porque ele foi lá para contribuir, como contribuiu na bancada do Republicanos, como contribuiu na bancada paulista e na reunião do Colégio de Líderes. Com a força que tem a representatividade do cargo de governador do estado de São Paulo”, disse.
Durante o encontro citado por Lira, o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) interrompeu o governador no momento em que Tarcísio tenta argumentar a favor da reforma. (assista abaixo)
Bolsonaro interrompe Tarcísio em discurso de apoio a reforma tributária
Lira disse que mandou mensagem ao governador paulista, agradecendo a participação no debate, e falou que também ligou para Bolsonaro e que o ex-presidente disse que “estava tudo bem”.
LEIA TAMBÉM:
Arcabouço fiscal só será votado em agosto, diz Lira
Lula ligou para Lira e agradeceu aprovação da reforma tributária, diz Padilha
Reforma tributária: Lira prevê mudanças no Senado, mas diz que Casas vão chegar a ‘texto comum’
Reforma tributária
Lira prevê mudanças no Senado, mas diz que Casas vão chegar a ‘texto comum’
Nesta quinta-feira (6), a Câmara aprovou a reforma em primeiro turno. Na sequência, durante a madrugada, o texto foi votado em segundo turno. Os deputados ainda precisam analisar os chamados destaques (possíveis alterações no texto) para enviar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) ao Senado.
Lira falou sobre os próximos passos da reforma e disse que o Senado deverá fazer mudanças no texto que será encaminhado pela Câmara. Ele afirmou acreditar, porém, que as duas Casas chegarão a um texto de consenso, para a realização de uma “votação mais rápida”.
“O Senado, por certo, vai ter todo o tempo do mundo para fazer as alterações, que podem ser necessárias. A Câmara é uma Casa mais eclética, uma Casa que tem muitas ideologias, muitas posições, um número grande de parlamentares. E o Senado vai ter a oportunidade de fazer uma discussão mais pausada, com um olhar mais agudo. E saberemos respeitar e avaliar o texto, que com certeza deve voltar do Senado”, afirmou Lira.
“Tendo modificações, que eu acredito que terão [mudanças], voltará para a Câmara. Nesse meio tempo, as conversas já vão se afinando, para que uma Casa com a outra Casa, com um texto comum, possam ir construindo já um consenso para a realização de uma votação mais rápida”, completou o deputado.
Em linhas gerais, a PEC tem o objetivo de simplificar a cobrança de impostos no Brasil, com a substituição de cinco tributos por dois Impostos sobre Valor Agregado (IVA dual).
Em entrevista na Câmara, Arthur Lira também agradeceu o apoio do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, e de governadores, em especial Tarcísio de Freitas (Republicanos), de São Paulo, para a aprovação da PEC da reforma tributária.

Veja também  Assista aos telejornais da TV Liberal

Powered by WPeMatico

Origem da Noticia
https://g1.globo.com/politica/noticia/2023/07/07/tarcisio-nao-mereceu-o-que-foi-feito-diz-lira-sobre-atrito-em-reuniao-do-pl.ghtml
Autor: {authorlink}

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: