Ugly chic: entenda a estética ‘feio chique’ criada por Miuccia Prada e que segue em alta


Adepta do estilo, a influenciadora Malu Borges conta que a ‘beleza estranha’ é a que tem mais chamado sua atenção na moda Ugly chic: entenda a estética ‘feio chique’ criada por Miuccia Prada e que segue em alta
Reprodução/Instagram/Reuters/Hollie Adams
A estética “feia” é o novo bonito do momento? A menos é isso que apontam os cliques de streetstyle e looks de influenciadores brasileiros e gringos.
Mas longe de combinar qualquer roupa aleatoriamente, o estilo vem embalado e etiquetado com o elegante nome “ugly chic”, ou “feio chique”. Seu sucesso vem lá de Milão, na Itália, mais especificamente do ateliê de Miuccia Prada, neta de um dos fundadores da grife.
A origem do estilo
Ao contrário da minissaia, criada por Andre Courrèges, ou a icônica silhueta batizada de “New Look” desenvolvida por Christian Dior, não é possível cravar um inventor do estilo “ugly chic”. Mas é fato que Miuccia o catapultou à fama!
A stylist e consultora de moda Manu Carvalho deixa claro que, apesar de a estética ser muito creditada a ela, a italiana apenas ajudou a difundi-lo nas ruas:
“Ela pode ter sido uma precursora e, certamente, uma entusiasta do estilo. Natural essa visão ter vindo de Miuccia, estudante de ciências políticas, com um pensamento mais questionador e subversivo”, explica.
Desfile de 1996 da Prada, ‘Banal Eccentricity’
Davide Maestri/William Taylor/Penske Media via Getty Images
Uma das características mais marcantes da trajetória da estilista na marca, que começou em 1985, é exatamente essa busca pelo o que é visualmente diferente, fora do padrão ou que beira o excêntrico.
Mas foi em 1996 que ela revolucionou a moda: Miuccia exibiu uma coleção de primavera-verão com looks aparentemente desconexos e cores contrastantes, com bege, verde limão, um laranja “desbotado”. Batizada de “Banal Eccentricity”, a coleção ficaria conhecida até hoje como “ugly chic”.
Por isso, mais do que analisar o visual, Manu reflete sobre a mensagem por trás daqueles shapes largos, estampas extravagantes, a escolha de acessórios e da paleta de cores: “Quando a Miuccia faz algo que eu não gosto, vou pensar para entender [risos]. Olho sempre com muito respeito e admiração o trabalho dela”.
Mas o que é um look ‘ugly chic’ ?
Não que exista uma receita de bolo, mas há certos elementos marcantes nesta estética, o personagem Agostinho Carrara que o diga! Manu o resume como o “contrário do belo”, que causa “estranheza” e esbarra no “nonsense”.
“Eu descreveria como algo sem equilíbrio de modelagens e proporção, mixes inusitados de cores e, para ser chique, tem materiais nobres, sofisticados e excelência nos acabamentos e detalhes especiais”.
Influencer Malu Borges usa o mesmo look desfilado pela Prada em 2023
Reuters/Alessandro Garofalo/Reprodução/Instagram
Para além da Prada, diversas criações da Gucci, Versace, Burberry, Dries Van Noten, Marc Jacobs e Miu Miu – segunda etiqueta de Miuccia – também ajudam a costurar a história deste estilo “kitsch” (termo emprestado da arquitetura para descrever uma estética maximalista, excêntrica e até considerado “brega”).
Inclusive, uma recente e caricata referência foi apresenta pelo estilista Marc Jacobs em um desfile que celebrou seus 40 anos de carreira. Modelos cruzaram a passarela com aparência de bonecas usando roupas com proporções exageradas.
Da teoria à prática
Fora das passarelas e dos editoriais de revista, influenciadores e fashionistas provam que é possível adaptar a ideia para o dia a dia. Malu Borges é um dos nomes da moda nacional no momento! Dona de um estilo ousado, um guarda-roupa polêmico e em um Instagram com vídeos cheios de humor, ela despontou na internet ao mostrar looks diferentões!
Malu Borges explica que gosta de montar looks ‘fora do padrão’ e que causam uma ‘estranheza’
Reprodução/Instagram/Brazil News
Fã de Miuccia Prada, ela acredita que a italiana está por trás de muitas referências que, em algum momento, viram tendência. E deste assunto ela entende: o que Malu compartilha na rede social viraliza em segundos.
Adoro essa coisa do ‘ugly chic’, acho que dominou completamente. Gosto dessa beleza mais estranha, que intriga, que faz a gente pensar um pouco mais do que essa beleza padrão que a gente já está muito acostumado.”
Loira, de olhos claros e barriga trincada, ela afirma que, por ser “uma menina muito padrão”, gosta de trazer essa “estranheza” para os seus looks e vê esse processo também como um desafio… Mesmo que isso renda alguns julgamentos virtuais:
Malu Borges posa com look de tapeçaria da grife brasileira Dendezeiro
Reprodução/Instagram
“Não gosto de me podar em relação a nada. Então, se amo uma peça, amo criar um look com ela e amo o desafio de criar looks com peças que não amo de cara […] Não quero criar looks para todo mundo amar, sabe? Sei que têm looks que são diferentes mesmo, que causam essa intriga no primeiro olhar. Descobri que acho mais interessante outro caminho, de colocar as pessoas para pensarem um pouquinho mais”, analisa.
Roupa de tapeçaria, bolsa de vidro, vestidos de plástico, peças muito volumosas, camisas de time de futebol combinadas com delicadas saias e acessórios inusitados já pipocaram pelos famosos vídeos de ASMR da influencer… E é claro que tem sempre alguém criticando, mas isso não a incomoda:
Nunca teve nenhum tipo de comentário que me deixou chateada. Quando entrei nessa jornada da internet, já sabia que seria assim. Cada vez que a gente estoura a bolha, a gente atinge mais pessoas e tem mais julgamentos. O mais legal são pessoas específicas, que sempre admirei muito, que conheceram e admiram o meu trabalho. Isso, para mim, sempre foi o mais importante”, finaliza.
Veja mais dicas de looks!
Ugly chic: inspire-se em looks com a estética
Estilo mescla peças aparentemente desproporcionais e em cores contrastantes
Saiba mais!

Veja também  Capacitismo: veja quais expressões capacitistas precisam ser abolidas do seu dia a dia

Powered by WPeMatico

Origem da Noticia
https://gshow.globo.com/moda-e-beleza/noticia/ugly-chic-entenda-a-estetica-feio-chique-criada-por-miuccia-prada-e-que-segue-em-alta.ghtml
Autor:

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: